Bem-estar animal

Por que a Vitamina C é importante para os cavalos?

Deficiência de vitamina C nos equinos pode causar falhas na pelagem, hemorragia, sistema imunológico inibido, cicatrização retardada de feridas, glândulas suprarrenais degeneradas ou aumentadas, escoliose e lordose

Os humanos conhecem a vitamina C como o nutriente que obtemos quando comemos laranjas e que nos ajuda a evitar que adoeçamos. Para cavalos, a vitamina C funciona basicamente da mesma maneira, mas eles não precisam comer frutas cítricas para adquiri-lo.

Os cavalos precisam de vitamina C para a saúde imunológica e podem gerá-la sozinhos a partir da glicose do fígado. Estima-se que 72 gramas da vitamina sejam sintetizados a cada dia.

No entanto, embora os equinos possam criar grandes quantidades do nutriente sem influência externa, ainda existem casos em que a suplementação adicional pode ser necessária.

O que a vitamina C faz e onde é encontrada?

Antes de mais nada vale esclarecer que a vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, funciona principalmente como um antioxidante que combate a presença de bactérias, vírus e radicais livres que danificam as células dentro do corpo.

O nutriente também tem uma série de outras funções importantes, incluindo: auxiliar na síntese de colágeno, hormônios e vitamina E, calcificar ossos, controlar anti-histamínicos e converter vitamina D3 em calcitriol.

As plantas são hospedeiras da vitamina C em quantidades variáveis. As gramas verdes têm uma quantidade significativa e os grãos podem ter altas concentrações quando começam a brotar. No entanto, os níveis de vitamina C caem à medida que os brotos crescem porque o nutriente é suscetível à oxidação e, como resultado, o feno fica completamente desprovido dela.

A oxidação também é a razão pela qual a vitamina C geralmente não é encontrada em alimentos para cavalos, mas sim administrada por meio de outros métodos de suplementação.

O que pode resultar sua deficiência e como suplementar?

As deficiências de vitamina C são conhecidas por causar pelagem com falhas, hemorragia, sistema imunológico inibido, cicatrização retardada de feridas, glândulas suprarrenais degeneradas ou aumentadas, escoliose e lordose.

Entre as circunstâncias em que os cavalos podem precisar de um suplemento de vitamina C , a mais comum é quando o sistema imunológico do animal precisa ser fortalecido. Outra pode ser durante períodos de estresse, já que a produção natural de vitamina C diminui abaixo dos níveis padrão durante períodos de ansiedade, bem como após longos períodos de trabalho ou enquanto os cavalos estão sofrendo de feridas ou infecções.

As dosagens das quantidades necessárias de vitamina C variam de cavalo para cavalo. A suplementação típica varia entre 4 e 20 gramas por dia. Quantidades maiores podem diminuir a capacidade de um equino específico de produzir o nutriente por conta própria.

Outro ponto importante para ser mencionar é que os cavalos que recebem vitamina C extra devem ser desmamados lentamente do nutriente para evitar a abstinência. Contudo, sempre consulte um médico veterinário antes de fornecer qualquer suplementação ao seu animal.

Por AV Comunicação Equestre
Crédito da foto: Divulgação/Pixabay

Clique aqui e veja outras dicas no blog da Protécnica

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo